sexta-feira, 22 de agosto de 2014

DECRETO 8243/2014: GOLPE CONTRA A DEMOCRACIA




Hermes Rodrigues Nery


Exmo. Senador Anibal Diniz, que preside estes trabalhos, Ministro Gilberto Carvalho, Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Prof. Leonardo Avritzer, professor de Ciência Política da UFMG, Prof. Dalmo Dallari, professor da USP, Prof. José Matias Pereira, professor de Administração Pública da UnB, senadores e demais aqui presentes. Cumprimento a mesa e pelo vejo serei a única voz dissonante, o que é salutar para o debate democrático, que nos leva à reflexão, que é justamente o objetivo desta audiência pública. 

POSICIONAMENTO DO PROF. HERMES NERY SOBRE O DECRETO 8243/2014, NO SENADO FEDERAL

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Este blog se despede hoje. A todos, meu muito obrigado!

Caros amigos do LIBERTATUM,

Hoje este blog se encerra. Trata-se de um encerramento de um ciclo pessoal. Saio muito feliz porque já vislumbro que muitos novos combatentes ainda mais bem preparados estão fazendo um trabalho impressionante. 

Nós vamos salvar nosso país, de uma forma duradoura e sem intervenção militar. Tudo o que precisamos é de união, o resgate dos bons valores morais e da fé em Deus, e a consciência de que podemos prosperar muito mais por meio das interações sociais espontâneas  - o livre mercado - acreditando mais em nós mesmos e assim diminuindo o poder e a influência do estado em nossas vidas. 

Relembrando: Tirar o PT e toda a esquerda do poder não é meramente uma opção política, mas um dever cívico, pois o PT é um partido revolucionário que tem se empenhado com afinco no projeto de perpetuar-se no poder e aqui implantar um regime totalitário aos moldes cubanos, mas com uma sensível diferença: quando isto acontecer - e não falta muito - Cuba será a metrópole, e nós, a colônia! 

Quero agradecer a todos os leitores que têm nos prestigiado. O blog ficará algum tempo no ar para dar conhecimento a todos.

sexta-feira, 4 de julho de 2014


Nos próximos dias a ONU decidirá quais serão as metas para o desenvolvimento sustentável pós-2015 e, até o momento, não há planos para incluir família nessas metas.

Apesar da importantíssima vitória em favor da família ocorrida nesta semana, em razão da adoção da resolução "Proteção da Família” pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra, a família corre o risco de ser deixada de lado para as referidas metas. Estas já estão sendo preparadas pela ONU e guiarão os esforços de desenvolvimento internacional durante os próximos quinze anos.

Estudar, para quê?

O Brasil é, realmente, um país diferente, pois em todo o mundo, o que mais vemos são pessoas, grupos empresariais e governos investindo sistematicamente - e cada vez mais -, em educação e nas mais diversas especializações da área, enquanto aqui isso parece não ser necessário.

Por João Bosco Leal*     

A independência dos Estados Unidos

Ricardo Bergamini

Ao terminar a guerra dos Sete Anos (1756 –1763), a Inglaterra – que, aliada à Prússia, tinha lutado contra a França, a Áustria, a Rússia, a Espanha e a Saxônia – achava-se com o tesouro esgotado. Criou, então, novos impostos (1763), que deveriam ser pagos por todos os súditos do reino, sem exceção. Isto incluía, portanto, os colonos norte-americanos.

quinta-feira, 3 de julho de 2014

A evolução da bolha imobiliária em São Paulo

Não teremos uma volta ao equilíbrio entre oferta e demanda em São Paulo, sem que antes os preços se reduzam para um patamar em que a demanda possa aumentar. Pelo tamanho da distorção entre oferta e demanda e entre preços de venda e renda das famílias, fica claro que tal ajuste de preços terá que ser significativo para que isto aconteça.


O objetivo deste trabalho é avaliar a evolução da bolha imobiliária em São Paulo. Qual seu estágio atual? Como esta bolha se desenvolveu? Qual a tendência para os próximos meses?

Todo o trabalho é baseado em informações do SECOVI SP (sindicato das construtoras de São Paulo), CRECI SP (conselho regional dos corretores de imóveis de São Paulo), pesquisas das empresas Lopes Inteligência Imobiliária, Lelo imobiliária, Folha de São Paulo, Embraesp, Geoimoveis, além de dados do site www.imovelweb.com.br, pesquisa PNAD do IBGE, dentre outros. No decorrer do trabalho, links com todas as referências utilizadas.

Atenção: Hoje tem Radio Vox: 22hs, com o tema "Mitos Marxistas". Não percam!



Caros,

Hoje tem programa do LIBERTATUM na Radio Vox, com o tema "Mitos Marxistas". Participem e convidem seus amigos!

Atenção: para o programa da semana que vem, já está confirmada a presença do Dr. Bene Barbosa, Presidente do Movimento Viva Brasil, que defende o direito aos cidadãos de portar armas. Quem quiser, vá trazendo para a mim a sua pergunta, para enriquecer o programa. 

Abaixo, a pauta do programa de hoje:

Tema: mitos marxistas

-Introdução
-Mais valia
-O exemplo do sapateiro
-A objeção de Bohm-Bawerk
-Valor do trabalho: objetivo e subjetivo
-A fraude dos blue books
-Infraestrutura e super estrutura
-Ideologia de consciência de classe
-Citação de Olavo de Carvalho
-Citação de Ludwig von Mises
-Salário Vital mínimo
- Descrédito de Karl Marx
-Justiça Social 
-Justiça Distributiva
-Especuladores e intermediários
-Guerra
-Luxo

Agradecimentos.

Obs: tenho vários links para postar a0s ouvintes pelo Facebook. 

Abs. Vejo vcs lá.

Com Zé Dirceu solto, o PT ficará mais forte para eleger Dilma e Tarso.

Lobão compõe " A Marcha dos Infames". Prestem atenção à letra!

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Música “Vou viver da bolsa do Fome Zero” faz sucesso nas redes sociais. Confira!



A música, segundo a descrição do vídeo, foi censurada. Essa informação não foi confirmada, mas com o teor da letra, não é de se espantar caso tenha realmente sido censurada.

O assunto tratado na canção é a distribuição de dinheiro sem critérios pelo governo, que tem feito diversas pessoas deixarem até mesmo seus trabalhos para viverem exclusivamente das “tetas do governo” (não, não estou falando dos políticos).


PLD: CAMPANHA URGENTE! CONFISCO DE ARMAS DO CIDADÃO DE BEM

A notícia abaixo, publicada no jornal A Notícia do Vale do Rio Grande do Sul, vem confirmar informações que vimos recebendo há algum tempo de que já estaria ocorrendo o confisco de armas de cidadãos de bem que não renovaram o registro, a mando do atual governo.


Carta do Professor Hermes Rodrigues Nery à V. Alteza Real & Imperial Dom Luiz Gastão de Orleáns e Bragança

São Bento do Sapucaí, 22 de julho de 2011
À Vossa Alteza Real & Imperial
Dom Luiz Gastão de Orléans e Bragança
Digníssimo Chefe da Casa Imperial do Brasil

                                                    “Por todo o povo cristão, principalmente este de São Paulo”1 

Com profunda emoção e alegria, entrego esta correspondência a D. Bertrand de Orléans e Bragança,
nesta tarde, em São Paulo, no bairro de Higienópolis; ao qual desde já agradeço a acolhida e atenção, especialmente pela feliz oportunidade de conversarmos sobre a promissão de um porvir augurante para o Brasil, que somente com o projeto de Nação lastreado na caridade cristã proposta pela Doutrina Social da Igreja será possível evitar o processo de desmonte civilizacional que os inimigos da Pátria brasileira puseram em curso, de modo acelerado, principalmente através da execução do Plano Nacional de Direitos Humanos – PNDH3. A hora é grave, gravíssima, a exigir de nós, imbuídos de civismo e amor cristão – como em tantos outros momentos desafiantes da História, a nos posicionar em defesa da Pátria, que é também defesa da família (primeira e principal de todas as instituições), da Igreja e da vida humana. Da Igreja, sim, como guardiã dos princípios e valores verdadeiramente humanizadores e que muito iluminam com sabedoria bimilenar as decisões de governo; respeitadas as distinções específicas do que é de César e o que é de Deus. No caso do Brasil, a ideologia anti-cristã contida no PNDH3 trai a vocação e a identidade da nossa Nação, porque vai em sentido inteiramente contrário à raiz da cultura e da consciência nacional.

Brasil muda pra mim

Pesquisa Industrial Mensal Produção Física – Brasil – Fonte IBGE Base: Maio de 2014

Produção industrial recua -0,6% em maio
Período
Produção Industrial
Maio 2014 / Abril 2014
-0,6%
Maio 2014 / Maio 2013
-3,2%
Acumulado em 2014
-1,6%
Acumulado em 12 meses
+0,2%
Média móvel trimestral
-0,5%

Em maio de 2014, a produção industrial recuou 0,6% frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, terceira taxa negativa seguida nesse tipo de confronto, acumulando nesse período perda de 1,6%. Na série sem ajuste sazonal, na comparação com igual mês do ano anterior, a indústria apontou redução de 3,2% em maio de 2014, terceiro resultado negativo consecutivo nesse tipo de índice. Assim, o setor industrial acumulou queda de 1,6% nos cinco primeiros meses do ano, revertendo, portanto, a expansão de 0,5% registrada no primeiro trimestre de 2014. A taxa anualizada, indicador acumulado nos últimos 12 meses, com acréscimo de 0,2% em maio de 2014, mostrou clara redução no ritmo de crescimento frente aos resultados verificados em março (2,0%) e abril (0,7%). 

Setor Externo – Fonte BCB Base: Maio de 2014


  

I - Balanço de pagamentos - Maio de 2014


O balanço de pagamentos registrou superavit de US$1,7 bilhão em maio. As transações correntes foram deficitárias em US$6,6 bilhões, acumulando, nos últimos doze meses, saldo negativo de US$81,9 bilhões, equivalente a 3,61% do PIB. A conta financeira foi superavitária em US$7,4 bilhões, destacando-se os ingressos líquidos em investimentos estrangeiros em carteira e diretos, na ordem, US$6,3 bilhões e US$6 bilhões.

Eminência de um golpe (Entenda a presença de cubanos no Brasil)

QUEREMOS UM GOVERNO QUE CUMPRA AS LEIS E NÃO REFORMAS E NOVAS LEIS OPORTUNISTAS - REVOLTADOS ON LINE

Decreto 8243 dos conselhos populares é golpe - José Nêumanne Pinto