quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Resultado de imagem para maquiavel aquele que quer ser tirano

Generais Dizem Que É Hora De “Reagir” E Falam Até Em “Intervenção Militar”

  • 21/09/2017
Há pouco mais de duas semanas, o general de Exército Maynard Marques de Santa Rosa, de 72 anos, escreveu no EBlog, o blog oficial do Exército, um artigo com o título “Esquizofrenia social”.

No texto, o general diz que é hora de “reagir” aos “problemas graves do país”, sem deixar muito claro o que seria essa reação. Segundo ele, o Brasil chegou “ao limiar da ordem política, econômica, social e jurídica”.

No governo Lula, esse mesmo general foi exonerado por criticar a Comissão da Verdade. Para ele, tratava-se de uma “comissão da calúnia”, composta por “fanáticos”.

Já no último fim de semana, o general Antonio Hamilton Martins Mourão falou por três vezes na possibilidade de “intervenção militar”, caso a situação não seja resolvida pelas próprias instituições.
A afirmação de Mourão foi feita em palestra na Loja Maçônica Grande Oriente, em Brasília, um dia depois de Michel Temer ser denunciado pela segunda vez por Rodrigo Janot.

O Mundo Militar em Revista #74 - "Se houver confronto, Seoul pode ser sa...



/ economia
Por Richard Ebeling - 21/09/2017
Revolucionários radicais sempre se transformam em burocratas privilegiados
Conselhos de classe, para que?

Amigos.

Eu tenho quase certeza que fui o primeiro no Brasil a publicar artigos questionando os conselhos de classe e ordens (OAB, CFM, CPF, etc.)

Meu primeiro artigo, "Conselho, para que?" foi escrito em 2006 e ali eu já denunciava que essas entidades, fundadas sob a ideologia do socialismo das guildas, legislam em causa própria sem representação política, tributam sem ser entes federados

Resultado de imagem para klauber pires

Artigo de Klauber Pires


Amanhã, em Libertatum

Comprando armas nos Estados Unidos com Rodrigo Müller

Resultado de imagem para cartoon of kim jong

Caiado critica proposta de usar emendas de bancada para financiar campanhas



ARTIGOS

A CRUZ E A ESPADA: BRASIL PARALELO LANÇA PRIMEIRO CAPÍTULO DE NOVA SÉRIE SOBRE A HISTÓRIA DO BRASIL


Conhecemos muito pouco a história de nosso próprio país, e o pouco que conhecemos costuma ser errado, deturpado pela lente ideológica. Conhecemos muito mal nossas próprias origens. Sem o devido conhecimento do passado, fica complicado conservar o que presta e mudar o futuro, ou ser patriota e defender o legado que nos chegou. Para desfazer…

Doria quer interferir na política de preços de uma companhia privada | C...

O confisco dos aparelhos produtivos


A imprensa protesta contra o discurso do general Mourão, mas ninguém reclama quando o esquerdista Vladimir Saflate defende na Folha de S. Paulo “o confisco dos aparelhos produtivos e o esvaziamento do Legislativo e do Executivo em prol da democracia direta, ancorada em assembleias populares deliberativas”...
Ver mais

Bandido como Cabral tem de ficar ad eternum na cadeia | Marco Antonio Villa

Os brasileiros não querem Lula


A candidatura de Lula é uma farsa...
Ver mais

Bom Dia Mercado - 21 de Setembro de 2017

Cuba governa o país.

Imprensa venezuelana


Resultado de imagem para cartom of maduro and trump

"Na Venezuela tem democracia até demais".

Lula

Edição Libertatum
Imagem Google
Resultado de imagem para charge contra impostos
chefe-jovem9

PMETenho 18 anos e pouco dinheiro. Que tipo de negócio posso abrir?Se você acha que tem problemas para empreender porque é jovem e não tem capital, reveja seus conceitos.
Imagem relacionada

“Bretas’ Condena Sérgio Cabral A 45 Anos De Prisão…E Faltam Mais 12 Processos Para Serem Julgados. Que Haja Justiça.

Na sentença do Juiz Marcelo Bretas, Cabral é descrito como “idealizador do gigante esquema criminoso institucionalizado no âmbito do Governo do Estado do Rio de Janeiro, era o chefe da organização, cabendo-lhe essencialmente solicitar propina às empreiteiras que desejavam contratar com o Estado do Rio de Janeiro, em especial a Andrade Gutierrez, e dirigir os demais membros da organização no sentido de promover a lavagem do dinheiro ilícito”.
  • É acusado de desviar mais de R$ 200 milhões de contratos entre empresas e o governo do RJ na Operação Calicute. Segundo o MPF, 5% do valor de cada contrato ia para Cabral e 1% para a Secretaria Estadual de Obras – percentual conhecido como ‘taxa de oxigênio’. O ex-governador recebia das empreiteiras ‘mesadas’ entre R$ 200 mil e R$ 500 mil
  • É acusado, na Operação Lava Jato, de receber propina das empresas Andrade Gutierrez, Odebrecht e Queiroz Galvão. Segundo a Procuradoria, a verba foi desviada do contrato de terraplanagem nas obras do Comperj. O MPF diz que Cabral e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa organizaram pessoalmente o acerto dos pagamentos indevidos
  • É acusado de receber propina para favorecer empreendimentos de Eike Batista na Operação Eficiência, desdobramento da Lava Jato. Segundo a denúncia, ele recebeu R$ 16,5 milhões referentes a um contrato falso de intermediação da compra de uma mina de ouro
  • É acusado de 184 crimes de lavagem de dinheiro, totalizando R$ 39 milhões movimentados por meio dos irmãos Marcelo e Renato Chebar. As denúncias são resultantes das operações Calicute e Eficiência. Os doleiros recebiam o dinheiro da corrupção em espécie e pagavam despesas pessoais de Cabral e de familiares e associados de Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador
  • É acusado de cometer 148 crimes de lavagem de dinheiro, totalizando mais de R$ 10 milhões. Segundo o MPF, o dinheiro foi lavado com a compra de sete imóveis em bairros nobres do Rio, carros de luxo, como um um Camaro 2SS conversível, avaliado em R$ 222,5 mil, e serviços de consultoria forjados. A denúncia foi elaborada a partir da Operação Calicute
  • É acusado de chefiar um esquema de propina e lavagem de dinheiro que ocultou cerca de R$ 318 milhões no exterior de diferentes contratos do governo do Estado. Segundo o MPF, doleiros associados a Cabral enviaram US$ 85 milhões para fora do país e trouxeram US$ 3 milhões de propina por meio de offshores da Odebrecht. A denúncia é um desdobramento da Operação Eficiência
  • É acusado de fraudar licitações e formar cartel para desviar recursos em obras do PAC das Favelas e da reforma do Maracanã, num total de mais de R$ 700 milhões desviados. A denúncia está baseada nas descobertas de duas grandes operações: a Saqueador e a Calicute
  • É acusado de chefiar uma organização criminosa que fraudava contratos firmados pelo estado na área de saúde, nos quais cobrava 5% de propina. Segundo o MPF, foram desviados R$ 300 milhões do Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia (Into). A denúncia é baseada na Operação Fatura Exposta
  • É acusado de ter recebido quase R$ 47 milhões da Carioca Engenharia em troca de fraudes em licitações e superfaturamento de obras públicas, como a reurbanização da Rocinha, a construção do Arco Metropolitano e a Linha 4 do Metrô. A denúncia é resultado das investigações das Operações Calicute, Eficiência e Tolypeutes
  • É acusado de lavar R$ 1,7 milhão em propina da empreiteira FW Engenharia por meio de empresas de fachada. Um dos contratos firmados com a empresa, de R$ 35 milhões, teve por objeto a elaboração de projeto executivo e a execução de obras complementares de urbanização no Complexo de Manguinhos, no PAC das Favelas. A denúncia foi elaborada a partir de fatos apurados nas operações Calicute e Eficiência
  • É acusado de lavar dinheiro de propina comprando joias em dinheiro e sem nota fiscal, num total de R$ 11 milhões. Segundo o MPF, Cabral comprou 41 joias na H.Stern e outras 55 na Antonio Bernardo, entre cordões e brincos. Apenas um par de brincos de ouro branco custou R$ 1,2 milhão
  • É acusado de ter recebido pelo menos R$ 16,7 milhões em propina para favorecer as empresas Masan Serviços Especializados Ltda e Comercial Milano Brasil, que fornecem merenda escolar e alimentação para detentos no estado. As investigações são decorrentes da Operação Ratatouille

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Donald Trump Emociona o Mundo Com Discurso na Assembléia Geral da ONU - ...



(ontem)


/ economia
Por Diversos Autores - 20/09/2017
Não há um único setor da economia livre deste esquema

Intervenção Militar - Constitucional ou Inconstitucional?

Raquel defende envio de denúncia contra Temer para a Câmara


Em sua estreia em sessão no STF, Raquel Dodge entregou um memorial defendendo o envio da segunda denúncia contra Michel Temer para a Câmara dos Deputados...
Ver mais

Abertura da Série Brasil - A Última Cruzada

“Denúncia fraca e denunciante fraco”


Carlos Marun, o ativo amigão de Michel Temer, também acaba de afirmar a O Antagonista que a Câmara não precisará de mais do que 20 dias para aniquilar a denúncia de Rodrigo Janot...
Ver mais
Resultado de imagem para desarmamento

TV JUSTIÇA – AO VIVO


PGR X TEMER


ARTIGOS

PODE NÃO EXISTIR “CURA GAY”, MAS O INDIVÍDUO TEM DIREITO DE BUSCAR TRATAMENTO SE QUISER

Homossexualidade não é doença. É, talvez, um desvio de comportamento, uma vez que não é algo natural ou que biologicamente faça sentido, ao menos não tendo em vista a reprodução da nossa espécie (e sem ela tudo acaba, inclusive a homossexualidade). Mas procriar não é tudo na vida, sem dúvida, e a tendência moderna é…

Cármen Lúcia inverteu a pauta


A presidente do STF decidiu retomar a discussão de correção monetária e juros sobre condenações à Fazenda Pública...
Ver mais