quarta-feira, 29 de março de 2017

AO VIVO | TV Antagonista - Edição das 17h - 29/03/2017


No ar...
ARTIGOS
blog

A CURIOSA PESQUISA QUE ASSUSTOU A ESQUERDA

Por Heitor Machado, publicado pelo Instituto Liberal Tive conhecimento hoje de uma pesquisa feita pela Fundação Perseu Abramo, criada pelo PT. Essa pesquisa foi elaborada com moradores da periferia de São Paulo e apresentou resultados positivamente surpreendentes para quem acredita nas ideias da liberdade. Acredito que o lulopetismo no Brasil formou mais liberais que toda…


"O Brasil tem cerca de 17 mil sindicatos"


Rogério Marinho, relator da reforma trabalhista na Câmara, disse a O Antagonista estar convencido da necessidade de acabar com a obrigatoriedade do imposto sindical...

ver mais

Mês do Centenário de Roberto Campos

Resultado de imagem para meme contra impostos
O ex-presidente Lula tem feito de tudo nos bastidores do poder para evitar passar pela maior vergonha a que um chefe de Estado po...
IMPRENSAVIVA.COM


ARTIGOS

AMAZON DÁ UM TIRO NO PÉ COM NOVA PROPAGANDA DO KINDLE E RECEBE RESPOSTA MAGISTRAL DE DORIA



A Amazon resolveu acreditar nos seus marqueteiros descolados e fez um comercial direcionado à esquerda caviar, ignorando o povo. É o que dá viver numa bolha “progressista”. Sua nova propaganda do Kindle, um produto que particularmente gosto bastante, pois é muito útil para um escritor de resenhas como eu, atacou o combate do prefeito paulista…
Resultado de imagem para charge contra imposto leão
Símbolo do Direito
TEM NA NETFLIX

8 filmes e séries que todo advogado deveria ver

Apartamento de Adriana Ancelmo é liberado em inspeção da PF

Principal alvo do decreto é o Plano de Energia Limpa de Obama, que exige que os…
INTERNACIONAL.ESTADAO.COM.BR

Tribunais de Contas estão cheio de bandidos | Marco Antonio Villa

Vamos Pagar o Mico, Dória vs Amazon e Só as Cachorras

URGENTE: TCE NA CADEIA


A Lava Jato carioca está prendendo cinco conselheiros do Tribunal de Contas do Estado.
O Globo diz que “são alvos de prisão preventiva os conselheiros Aloysio Neves, Domingos Brazão, José Gomes Graciosa, Marco Antônio Alencar e José Maurício Nolasco.
A força tarefa elaborou ação a partir da delação do ex-presidente do TCE-RJ Jonas Lopes Carvalho”.

​PT descobre que não é dono dos pobres


(Ontem)
Resultado de imagem para charge de fernendo pimentel

​Pimentel terá que devolver dinheiro confiscado


O Tribunal de Justiça de Minas Gerais determinou que Fernando Pimentel devolva parte dos R$ 5 bilhões confiscados de fundos de depósitos judiciais. O dinheiro foi usado para pagar despesas do estado, que está falido.
O governo mineiro pode usar parte de depósitos judiciais, conforme permite uma lei aprovada em 2015. Porém, o estado de Minas exagerou na dose, avançando sobre recursos que deveriam ser preservados (para o pagamento de cidadãos ou empresas que ganharam litígios na Justiça e receberam o direito de sacar valores depositados em juízo).
O Tribunal notificou o governo mineiro depois de denúncias de pessoas que não conseguiram sacar valores depositados em juízo, apesar de terem alvará judicial

terça-feira, 28 de março de 2017

O que a Marinha do Brasil precisa comprar?

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Por que controlar preços não funciona? - Preços mínimos

Precisamos falar sobre Ciro Gomes

As declarações do presidenciável Ciro Gomes fariam Donald Trump e Marine Le Pen serem considerados frouxos. Por que a mídia eufemiza tudo?

AO VIVO | TV Antagonista - Edição das 17h - 28/03/2017


No ar...

Os pelegos em desespero


A pelegada está desesperada com a ideia do deputado Rogério Marinho, do PSDB de Minas Gerais, de acabar com a obrigatoriedade do imposto sindical. Ele é o relator da reforma trabalhista e a proposta constará em seu relatório.
Na comissão especial, os opositores tentam demonstrar naturalidadee, mas, nos bastidores, veem com aflição o avanço do debate.

Centenário de Roberto Campos - Video 1


Prepare sua carteira. Seu bolso está prestes a ser tungado. De novo

A burocracia no Brasil criando dificuldades

Resultado de imagem para memes sobre burocracia

ARTIGOSblog

CRISE SEM FIM NOS CORREIOS MOSTRA QUE SÓ HÁ UMA SOLUÇÃO: PRIVATIZE JÁ!


O “Bom Dia Brasil” fez uma reportagem sobre a crise nos Correios. Vejam: Há uma crise sem fim nos Correios, uma empresa que tinha selo de qualidade e, agora, virou dor de cabeça para os brasileiros. Por todo o Brasil, os carteiros estão sumindo, as encomendas não chegam e agências anunciam fechamento. A empresa está…

AO VIVO | TV Antagonista - Edição das 11h - 28/03/2017


No ar...

Viver no Brasil

Por Armando Soares

            Hoje já se pode afirmar que quem vive no Brasil é um herói, um idiota ou um herói idiota.
            A revista em quadrinhos editada no passado chamava para esse tipo de vida brasileira, vida apertada. Vive-se ou se se consegue viver ou sobreviver no Brasil nessa vida apertada uma grande maioria do povo, não porque queira, mas por não ter outra opção; aqueles que têm outra opção não usam por idiotice ou por mero prazer de sofrer, puro sadismo.

Resultado de imagem para brasileiro vida idiota

            O triste dessas verdades é que fomos nós mesmos, os brasileiros, os principais responsáveis por esse tipo de vida apertada, perigosa e doentia. Perigosa porque não se sabe se ao sair de casa para trabalhar, para fazer compras ou se divertir perde-se a vida para qualquer criminosos entre os milhares que habitam as ruas sob a vista de uma polícia mal equipada, e por isso impotente para proteger; sob a vista de uma justiça ineficiente, e de governos que não governam, e de uma mídia que tudo assiste e faz de contas que nada vê, ocupada em dar continuidade ao seu principal e único objetivo egoísta de lucrar com a decrepitude de uma Nação que perdeu o rumo, a moral e a razão de ser e estar.

            Nesse Brasil que nós brasileiros permitimos a sua destruição elegendo políticos e governantes incompetentes e desonestos desde longa data, a pobreza jorra de forma hereditária, natural e geometricamente, nasce de uma raiz econômica e política doente, o que impossibilita que o pobre se liberte da pobreza, e, quando tem a sorte de se libertar para se transformar num  assalariado, num micro empresário, num pequeno empresário, num médio ou grande empresário, logo se vê acorrentado por um Estado devorador de seus salários e ganhos através impostos e taxas absurdas de toda a natureza. Nesse cenário absurdo e estúpido quem mais sofre são os pobres. Mas, como assim, se eles vivem em precárias condições e com dinheiro apenas para sua sobrevivência? Acontece que os alimentos e produtos que compram para suas necessidades todos eles têm seus preços recheados de impostos, o que significa dizer que são os pobres que pagam proporcionalmente os maiores impostos. Essa verdade mostra o quanto os políticos que se alimentam da ignorância dos pobres são bandidos e desonestos. A monstruosidade do Estado não para aí. O Estado devora 4 meses, no mínimo, do salário dos trabalhadores e da classe média, e muito mais se considerarmos os impostos que paga na compra de produtos e alimentos para sua necessidade. O massacre do Estado continua em grande escala sobre os micros, pequenas, médias e grandes empresas. O ataque começa a mostrar suas garras no abrir e fechar um negócio ou uma empresa. Para abrir exigisse um montão de documentos e pagamentos de emolumentos, e para fechar, nunca se consegue, pois, o Estado nunca concede a liberdade do seu escravo. A carga tributária sobre os negócios chega a 70%, ferocidade a que se soma a política trabalhista que tem como finalidade principal a paralização dos negócios privados e a apropriação do patrimônio da empresa e de seus titulares que é distribuído entre advogados e trabalhadores bandidos.

            Quem se achar prejudicado ou roubado nesse cenário brasileiro infernal e procura a justiça vai se defrontar com uma estrutura viciada corporativa inoperante que destrói a vida das pessoas lentamente, dia-a-dia, mês-a-mês, ano-a-ano até sua morte, antes primeiro, causa o empobrecimento do reclamante. A justiça brasileira existe apenas no papel. Para o brasileiro ela representa apenas mais um custo oneroso que sustenta milhares de juízes, funcionários públicos, advogados, rendimentos garantidos pelo trabalho dos pobres, dos assalariados e das empresas; uma estrutura ineficiente enorme criada para explorar quem trabalha e produz. No meio dessas sanguessugas, estão os professores de ensino público, a burocracia, os servidores que são utilizados pelos sindicatos vampíricos mercantilistas para sugar ainda mais os brasileiros que trabalham e geram renda e impostos.

            Para viver no Brasil é preciso estar consciente que o país é uma espécie de fortaleza construída e dominada por classes privilegiadas, por políticos podres, por sindicatos chantagistas, por uma burocracia cara e ineficiente, pelo tráfico de drogas, por instituições carcomidas pelo comunismo e por vadios que se mantém à custa do Estado. O Brasil se transformou num país de ladrões. Roubasse no varejo e no atacado.

            A sociedade é uma herança compartilhada em nome da qual aprendemos a circunscrever as nossas demandas, a ver nosso lugar nas coisas como parte de uma corrente contínua de doações e recebimentos, a reconhecer que as coisas extraordinárias que herdamos não são nossas para destruirmos. Há uma genealogia de deveres que nos vincula àqueles que nos deram o que temos; e nossa preocupação com o futuro é uma extensão dessa linhagem. Levamos em conta o futuro da comunidade não em virtude de cálculos fictícios de custo-benefício, mas, de maneira mais concreta, por nos vermos como herdeiros dos benefícios que retransmitiremos. Precisamos pôr para correr        urgentemente quem está destruindo essa herança.

Resultado de imagem para edmundo burke
Edmund Burke

             A sociedade, para Burke, depende das relações de afeto e lealdade que só podem ser construídas de baixo para cima, por uma interação face a face. É assim na família, nos clubes locais e nas associações, na escola, nos locais de trabalho, na igreja, na equipe esportiva, nos regimentos e na universidade em que as pessoas aprendem a interagir como seres livres, assumindo a responsabilidade por seus atos e levando em consideração o próximo. Quando uma sociedade é organizada de modo hierarquicamente descendente, tanto por um governo centralizado de uma ditadura revolucionária quanto por decretos impessoais de uma burocracia impenetrável, em seguida a responsabilidade rapidamente desaparece da ordem política e também da sociedade. Governos centralizados produzem indivíduos irresponsáveis, e o confisco da sociedade civil pelo Estado leva a uma recusa generalizada dos cidadãos de agirem por vontade própria.

            Vou terminar este artigo com um trecho do verso declamado pelo saudoso Paulo Gracindo no extraordinário show Brasileiro Profissão Esperança, que também contou com a grande e saudosa cantora Clara Nunes, trecho que serve para expressar a minha indignação, e acredito da maioria do povo brasileiro, de tudo que está acontecendo de ruim no Brasil, um caminho que não quero ir nunca, que é o caminho da desesperança e da desgraça.

“Ah, que ninguém me dê piedosas intenções,
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: vem por aqui!
A minha vida é um vendaval que se soltou,
É uma onda que se alevantou,
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou
Não sei para onde vou
Sei que não vou por aí! ”




Armando Soares – economista

e-mail: armandoteixeirasoares@gmail.com